Afinal, o que é escrever bem? - Por Carole Organa


Quantas vezes já aconteceu de você se deparar com um texto onde precisou reler um parágrafo mais de uma vez para entender a ideia central? Bem, já aconteceu comigo diversas vezes e, se tem algo que eu odeio é ler um texto narrativo que mais parece um artigo científico. Mas por que isso acontece?

Não raramente, autores e leitores podem acabar confundindo o conceito de escrever bem com escrever difícil. Na realidade, há uma linha muito tênue separando essas duas ideias.

Como autora, já me percebi usando palavras ditas difíceis na tentativa de não baratear meu texto. Quando eu era menos experiente, sempre optava por sinônimos mais rebuscados de uma palavra mais simples e achava que meu texto tinha ficado instantaneamente melhor. Precisei de anos para, finalmente, compreender que a escrita vai muito além do domínio da norma culta.

Quando escrevemos, precisamos comunicar uma ideia. Como autores, é importante que pensemos também como leitores. Como escrever uma cena da melhor maneira possível? Como proporcionar uma experiência única através da leitura de um simples parágrafo?

Na minha humilde opinião, a escrita está muito mais atrelada às emoções do que ao emprego de um vocabulário rebuscado. Meus livros preferidos foram aqueles que me fizeram imaginar aromas, sensações, medos que eu sequer considerei. Já os livros mais esquecíveis foram aqueles que rebuscaram tanto uma ideia que a deixaram se perder.

Não estou dizendo que é errado empregar um vocabulário mais elaborado em um texto. Entretanto, devemos tomar cuidado para que não aconteça de o texto sufocar a ideia que queremos passar. Lembro de um livro onde eu precisei ler um único parágrafo três vezes para entender que um personagem tinha morrido...

O que busco na minha escrita é sempre comunicar as minhas ideias de forma clara. Quero que meus leitores se sintam íntimos dos meus personagens e tenham acesso às sensações que eu busquei passar no texto.

Depois dessa breve reflexão, acho que tenho uma resposta para a pergunta que fiz logo no título: escrever bem é contar uma história do jeito que o seu leitor vai compreender. Vez ou outra, você pode optar por uma palavra “difícil”, mas lembre-se de que o mais importante e levar adiante a ideia que você imaginou.

E, cá pra nós, é muito mais divertido ler um livro em que parece que o autor está falando com a gente do que nos ensinando gramática. Então, segue o meu lema: ideias rebuscadas, palavras simples!

13 visualizações3 comentários

Posts recentes

Ver tudo

A leitura desde a primeira infância - Por Rose Papille

Ouvir histórias desde a primeira infância é muito importante para o desenvolvimento global da criança. Sendo assim, o ideal seria que mesmo antes do nascimento as mães iniciassem a leitura para os beb