Bodas - Por Débora Lima



Vivemos a geração das festas de casamento mais suntuosas e das vidas conjugais mais pobres e vazias de sentido. O problema está justamente em valorizar as coisas erradas. Conheço tantos que dizem: só caso quando tiver casa, carro, fazenda, piscina e, como nosso país é osso para quem tem que lutar sozinho, quando isso chega, o amor já foi. O casal só permanece junto por apego à casa, ao carro, à piscina e até ao pet, que hoje também é objeto de litígio. Quando começamos não podíamos nem morrer, porque nem vala a gente tinha. Eu tinha dezoito anos e não trabalhava e ele trabalhava, mas nada tinha. Lembro de quando se ajoelhava na igreja e sentia vergonha porque o sapato estava furado (que minha sogra não veja isso, para não morrer de vergonha). Mas, vontade de ter um lar, desejo de ser pai, ímpeto de estudar e lutar ele tinha de sobra e isso cativou meu coração e eu aceitei ser sua noiva depois de uma semana de namoro. Já pensou se ele fosse um psicopata? Mas, no meu coração, eu sabia que ele era o escolhido, pois, tudo que pedi a Deus foi um homem que o amasse, eu sabia que se esse homem fosse temente a Cristo de verdade, sem joguetes, sem fingimento, sem barganha (hoje as pessoas tentam negociar com a fé) ele me amaria da maneira certa. Nosso começo de vida conjugal foi difícil, mas não porque não tínhamos mesa, era muito bom sentar no chão para comer miojo tarde da noite; não porque não tínhamos sofá, tínhamos cama e isso bastava, éramos como fogo e palha (ah, como foi bom casar apaixonada e cheia de saúde). A dificuldade foi afinar os gênios, entender que nossa casa não era a continuidade da casa de nossos pais. Foi difícil porque a fé imatura nos fez intransigentes e autocentrados demais. Mas, logo isso passou.

No fim deste mês completaremos treze anos de vida conjugal e, pasmem, uma vida feliz. O pouco que temos, conquistamos juntos; o pouco que somos, somos um para o outro. Sabe, não é preciso muito de material para viver bem, mas é preciso dar importância àquilo que tem valor, é preciso desejar a coisa certa.

19 visualizações3 comentários

Posts recentes

Ver tudo